Personalize Suas Preferência!

Escolhe a cidade que você deseja como página padrão do site. Você pode mudar a qualquer momento suas preferência.

buscar
 

  • Região:Guaporema Politica     04-01-2019

Thammy Miranda poderá assumir uma vaga na Câmara de Vereadores de São Paulo.

Na última eleição municipal, Thammy conquistou 12.408 votos, o que lhe garantiu o lugar de suplente porque os vereadores eleitos da mesma coligação se candidataram a deputado e alguns foram eleitos, como é o caso do ex-PM da Rota Conte Lopes, do mesmo partido de Thammy, agora deputado estadual. 


Se confirmado, o ator e empresário será o primeiro vereador transexual a assumir o cargo em São Paulo e, em conversa com o UOL, ironizou sua chegada à Câmara. "Num governo tão 'conservador' vem eu e assumo como vereador. Acho que Deus quer dizer algo com isso! Acredito demais em Deus", disse nesta quinta-feira (3
O filho de Gretchen diz que já imaginava que poderia substituir algum dos vereadores licenciados da coligação que concorreram e foram eleitos a uma vaga na Câmara dos Deputados, e afirma que seu foco é "lutar pelas minorias". "Meu maior objetivo é fazer política para todos, de inclusão. Dar voz para as pessoas que se sentem excluídas, que se sentem invisíveis. Essa foi minha plataforma quando era candidato e será o que vou fazer quando assumir", adiantou ele, que deverá ser convocado em fevereiro, quando a Câmara retornar do recesso. O mandato vai até 2020


Planos de ser pai continua O possível cargo político de futuro vereador não vai atrapalhar os planos de Thammy e da mulher, Andressa Ferreira, de serem pais. Em breve os dois embarcam para Miami, nos Estados Unidos, para realizar a inseminação artificial da primeira gestação do casal. Com o doador já definido, comprado em um banco de sêmen, a expectativa agora é de que a fertilização aconteça neste procedimento inicial para que a criança nasça na cidade americana no final de 2019. "Nada muda, vai seguir tudo normal. O que pode acontecer é que, eu assumindo como vereador em fevereiro, talvez a Andressa realize o primeiro processo sozinha, mas a mãe dela vai acompanhá-la. Nada vai mudar no nosso plano", afirma Thammy.  

 

Gretchen comemora e critica nova ministra Gretchen comemorou a chegada de Thammy à Câmara Municipal de São Paulo e aproveitou para criticar o governo de Jair Bolsonaro e a ministra Damares Alves, que em vídeo disse que "menino veste azul e menina veste rosa". A declaração da chefe da pasta Mulher, Família e Direitos Humanos foi ironizada por outros famosos.
"Em um governo onde tiram os direitos dos LGBTs e dizem que 'menina veste rosa e menino veste azul', vem a justiça divina e coloca você nessa cadeira para ser a voz de quem precisa", escreveu Gretchen em seu Facebook. No Twitter, ela complementou: "Deus não dorme". Minutos depois da publicação, Thammy respondeu a mãe: "Vai ter muito orgulho de mim”


Gretchen citou a retirada de direitos dos LGBTs em referência à MP 870, a primeira medida provisória assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, sobre políticas de Direitos Humanos. O texto não cita a comunidade gay, como constava anteriormente, fato criticado por parte da população.
 


Compartilhe com os amigos!

Deixe seu comentário