Personalize Suas Preferência!

Escolhe a cidade que você deseja como página padrão do site. Você pode mudar a qualquer momento suas preferência.

buscar
 

  • Região:Campo Mourão Noroeste     01-02-2017

Representantes da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) e da Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social apresentaram nesta sexta-feira (27) os detalhes do programa Família Paranaense a membros da Comunidade dos Municípios da Região de Campo Mourão (COMCAM). A reunião foi promovida no auditório da entidade, Campo Mourão, e contou com a presença de prefeitos e administrados de 12 localidades, além do deputado estadual Marcio Nunes. 

 

O objetivo do encontro, segundo o coordenador regional da Cohapar em Campo Mourão, Ricardo Widerski, é auxiliar os gestores municipais nos processos de adesão aos projetos ligados ao Família Paranaense. “Foram passadas orientações sobre os critérios de inscrição e seleção nos projetos, bem como contrapartidas municipais necessárias para a continuidade das ações em cada cidade”, afirma. 

 

A Cohapar trabalha na elaboração de projetos voltados para a urbanização de assentamentos precários, com obras de construção e reforma de moradias, infraestrutura urbana e regularização fundiária. “Por orientação do governador Beto Richa e do presidente da empresa, Abelardo Lupion, a equipe da Cohapar está à disposição das prefeituras para dar suporte e agilidade no planejamento e execução das ações de habitação ligadas ao Família Paranaense”, reforça Widerski. 

 

O projeto – A Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social (SEDS) trabalha em um chamamento público, que será aberto em fevereiro, para a seleção de municípios interessados em apresentar lotes para a construção de casas a famílias em maior grau de vulnerabilidade social. Os recursos das obras são provenientes de um financiamento obtido junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

 

Cada cidade pode apresentar de dez a 50 lotes, que deverão ser aprovados pela Cohapar. As casas terão 32 m ², com dois quartos, sala, cozinha e banheiro. Cinco por cento do número total de lotes serão destinados a pessoas com deficiência, com moradias de 49 m² totalmente adaptadas.

 

Segundo a coordenadora regional da SEDS em Campo Mourão, Fabricia Bronzel, que fez a apresentação dos aspectos gerais do programa, o papel da Cohapar é fundamental no processo. “Ter uma casa própria é fundamental para que as pessoas conquistem seu espaço na sociedade e a Cohapar possui o conhecimento de como realizar este trabalho”, relata a coordenadora. 

“Estamos orientando as prefeituras para que possamos atender as famílias mais necessitadas. Temos uma boa parceria com a Cohapar e estamos contribuindo com todo o nosso conhecimento para que o projeto atenda o maior número possível de pessoas com casas a preços baixos”, conclui Fabrícia.

 

Participaram da reunião representantes das prefeituras de Altamira do Paraná, Barbosa Ferraz, Boa Esperança, Campina da Lagoa, Corumbataí do Sul, Fênix, Iretama, Moreira Sales, Nova Cantu, Mato Rico, Quinta do Sol e Roncador.

Fonte: COHAPAR


Compartilhe com os amigos!

Deixe seu comentário