Personalize Suas Preferência!

Escolhe a cidade que você deseja como página padrão do site. Você pode mudar a qualquer momento suas preferência.

buscar
 

  •   João Polippo
  • Região:Campo Mourão Noroeste     28-12-2016

As guardas costeiras dos Estados Unidos e das Bahamas estão fazendo buscas pelo barco que teria desaparecido com 19 brasileiros a bordo, entre eles dois goioerenses, que estariam tentando entrar clandestinamente nos EUA. No grupo estão os goioerenses Sérgio Castelhani e Rosi Vaz (foto).

                                   O grupo foi até Nassau, capital do arquipélago das Bahamas, de onde teria seguido de barco, no dia 6 de novembro, com o objetivo de chegar ao litoral da região de Miami. Mas depois disso o grupo não deu mais notícias.


                                   Como não houve nenhum naufrágio, as autoridades trabalham com dois cenários prováveis. Em um deles o grupo de brasileiros continua nas Bahamas, detidos pelos coiotes, que suspenderam a travessia com medo de serem interceptados, e estão mantendo os brasileiros incomunicáveis.


                                   A segunda possibilidade é a de que o barco tenha saído de Nassau em direção a Miami e estaria à deriva ou ancorado em algum lugar.
                                   Há outra possibilidade, mais remota, de que os brasileiros tenham sido interceptados e estejam presos nos EUA. É que o país não divulga os nomes das pessoas presas, a não ser que haja autorização expressa delas.
                                   Os brasileiros saíram de Belo Horizonte no final do mês de outubro e seguiram para as Bahamas. Há informação de que pagariam R$ 30 mil cada um pela viagem, a serem pagos depois que estivessem nos EUA.


                                   O último contato do grupo aconteceu no dia 6 de novembro e a primeira notificação para as autoridades foi no dia 15 de novembro.


Compartilhe com os amigos!

Deixe seu comentário