Personalize Suas Preferência!

Escolhe a cidade que você deseja como página padrão do site. Você pode mudar a qualquer momento suas preferência.

buscar
 

  •   João Polippo
  • Região:Tapejara Noroeste     19-08-2016

Após meticuloso trabalho de investigação, a Polícia Civil prendeu Danillo Emanuel Vilas Boas, irmão da jovem esteticista Thaysa Vilas Boas, baleada na cabeça no dia 11 de julho em Tapejara. Conduzido à delegacia de Cruzeiro do Oeste, ele nega envolvimento no crime.

 


Danillo foi detido na noite de quinta-feira (18) por força de um mandado de prisão temporária. Na residência de Danillo, a polícia apreendeu um revólver calibre 38 com quatro munições intactas. As características serão comparadas com a do projétil que atingiu Thaysa, que continua internada em estado grave no hospital Norospar.

 


Danillo foi um dos primeiros a prestar depoimento e, entre lágrimas, disse suspeitar do ex-namorado da irmã e pai da criança que ela esperava, Renato Umbelino da Rocha, 23, que chegou a ser preso como suspeito mas foi liberado horas depois por falta de provas.
Segundo o delegado Gabriel dos Santos Menezes, é notório o envolvimento de Danillo Vilas Boas com o tráfico de drogas.

 


“Como a Thaysa tinha uma personalidade forte, acreditamos que houve uma discussão mais acalorada entre os irmãos, e em determinado momento o Danillo pegou a arma e atirou. Ele sempre andava armado”, explicou o delegado.
A Polícia Civil informou que Danilo Vilas Boas não tem advogado constituído. Ele ficará preso por 30 dias, na Delegacia de Cruzeiro do Oeste.
Quadro de Thaysa
No início da tarde, o hospital Norospar informou que o estado de Thaysa Vilas Boas segue gravíssimo. Porém, ela não respira mais por aparelhos e sim por meio natural, através de traqueostomia.

 

Com informções do site Obemdito


Compartilhe com os amigos!

Deixe seu comentário