Personalize Suas Preferência!

Escolhe a cidade que você deseja como página padrão do site. Você pode mudar a qualquer momento suas preferência.

buscar
 

  • Região:Cianorte Câmara municipal de Cianorte     13-04-2016

Com a medida, estacionamento rotativo pode ser implantado; destaque foi feito durante o pronunciamento da assessora especial de Trânsito, Jennifer Cadan Kuhl, na Câmara

O assunto de destaque da sessão ordinária da última segunda-feira (11) foi o trânsito municipal. Atendendo a requerimento encaminhado pela Câmara de Vereadores, de iniciativa do vereador João Alexandre, a assessora especial de Trânsito de Cianorte, engenheira civil Jennifer Cadan Kuhl, assumiu a tribuna livre da Casa de Leis e prestou esclarecimentos sobre o processo de municipalização do trânsito e o de implantação do estacionamento rotativo.

Durante a explanação, a engenheira falou sobre os passos percorridos pelo município. “É preciso deixar claro que, assim como a população, a administração municipal vê a necessidade de estacionamento rotativo, mas, para que isso ocorra, é necessário que o município passe a integrar o Sistema Nacional do Trânsito, ou seja, municipalize esse segmento. E nesse processo, temos de pensar em muita coisa: engenharia, fiscalização, educação, entre outros aspectos, o que faz com que o processo seja complexo”, disse.

De acordo com Jennifer, o município tem agido de modo a cumprir com as obrigações legais e a expectativa é a de que ainda neste ano o trânsito em Cianorte esteja municipalizado, começando o estacionamento rotativo a funcionar no começo de 2017. “Para que todos entendam esse caminho, existem algumas decisões sérias que estão sendo tomadas com base em estudos criteriosos”, comentou, destacando que a mudança precisa ser feita com cautela, porque a implantação sem estudos sólidos pode representar sérios prejuízos à cidade.

Explicando sobre a intensificação dos trabalhos em prol do tráfego nas vias municipais, a assessora fez menção, também, a várias ações desenvolvidas que já têm contribuído para melhorar a mobilidade urbana. “Tivemos a instalação de faixas de eixo nas avenidas; padronização de placas; melhorias visíveis na sinalização; mudanças de sentido que geram mais segurança e comodidade; além da previsão de mudanças nos semáforos, para melhor visualização; melhorias nas faixas para pedestres; e implantação de semáforos exclusivos para pedestres”, contou.

Durante a sua fala, a engenheira fez questão de destacar prós e contras da municipalização do trânsito, que trará para o município todas as responsabilidades sobre o tráfego em suas vias, além da necessidade de firmar convênios, como com o Detran, a Polícia Militar e os Correios. Houve oportunidade, também, para que os parlamentares questionassem e tivessem dúvidas sanadas sobre diferentes pontos ligados ao assunto.

“Foi, realmente, uma noite muito produtiva”, comentou o presidente do Legislativo, vereador Dadá. “A população anseia por algumas mudanças, principalmente em relação ao estacionamento no centro da cidade, e, nessa oportunidade, pudemos representar os munícipes e conhecer mais ainda do planejamento que está sendo realizado”, concluiu.

 

PRÓXIMOS PASSOS

Dentro dos próximos dias, uma audiência pública deve ser marcada, com a presença da coordenadora de infrações do Detran/PR, Marli Marlene de Souza Batagini, para que alguma decisões sejam tomadas, entre elas as escolhas da municipalização parcial ou integral do trânsito e do sistema de estacionamento rotativo. A partir daí, com a aprovação dos órgãos estaduais e nacionais responsáveis, a medida poderá ser efetivada.


Compartilhe com os amigos!

Deixe seu comentário