Personalize Suas Preferência!

Escolhe a cidade que você deseja como página padrão do site. Você pode mudar a qualquer momento suas preferência.

buscar
 
  • Região:Indianópolis Paraná     10-04-2018

Foi deflagrada na manhã de hoje (10), a última fase da Operação Angelus* desencadeada pelo Ministério Público, com apoio da Polícia Militar através do 8° Batalhão. A Operação Angelus teve início em outubro de 2017 na cidade de Paranacity, desde então foram presas diversas pessoas da quadrilha que atuavam no tráfico de drogas, roubos e homicídios.


O início da Operação ocorreu após ações do 8º Batalhão de Polícia Militar, com o objetivo de diminuir os índices de criminalidade e violência, atuando contra o tráfico local, realizando apreensão de drogas, armas, aparelhos eletrônicos de origem duvidosa, cadernos de contabilidade do tráfico e a prisão de quatro traficantes. Após essas prisões, criminosos passaram a efetuar ameaças contra policiais, bem como, lesões corporais e homicídio contra pessoas que tinham dívidas com o tráfico local.
Em represália às ações policiais, a quadrilha atentou diretamente contra a vida de dois policiais militares, no dia 2 out. 16, efetuando vários tiros de carabina calibre 12 contra a viatura, sendo que um dos disparos acertou o rosto do militar estadual, deixando-o gravemente ferido.
A partir desses fatos, o Ministério Público deflagrou a Operação Angelus, dividida em três fases:

 

FASE 1:
Foi possível distinguir quatro núcleos responsáveis pela distribuição de drogas ilícitas (crack, maconha e cocaína) para serem comercializadas em Paranacity e região. Os quatro homens responsáveis, à época, estavam presos, devido ação da Polícia, e se utilizavam de familiares para realizar a comercialização das drogas.
Nesta fase, 03 mulheres foram presas e uma adolescente, de 16 anos, foi apreendida, totalizando 04 mulheres detidas. As 03 mulheres presas já eram reincidentes em crimes e foram encaminhadas novamente, uma por força de um mandado de prisão por tráfico e aliciamento de menores; a outra mulher foi presa com 50g de crack durante uma abordagem da Polícia Militar e com a terceira foi localizada uma pistola 9mm, arma de uso restrito.
No caso da adolescente, ela foi apreendida com 61 pedras de crack e porções de maconha, à época, estava grávida de um dos responsáveis pela distribuição de drogas na cidade, que se encontra preso.
Com a prisão, os responsáveis pelos núcleos criminosos, tiveram que substituí-las para dar seguimento às vendas. Assim se iniciou a segunda fase.

 

FASE 2:
Nesta fase foi possível identificar o principal fornecedor de crack da cidade, que revendia a outros envolvidos já identificados.
A partir das diligências foram presos 05 homens e apreendidos 05 adolescentes, resultando na apreensão de um revólver calibre .38, diversas munições, bem como vários apetrechos de recarga de munições, mais de 2kg maconha e uma quantidade de crack que renderia aproximadamente 150 pedras da droga.
Também foram presos 2 fugitivos da cadeia de Terra Rica em um dos pontos de comércio de drogas que estava sendo monitorado, sendo preso também o proprietário da residência.

 

FASE 3:
O início da terceira fase ficou marcada pela apresentação, acompanhada de advogado, de um dos autores, que se encontrava foragido, da tentativa de homicídio contra os dois policiais militares, em Paranacity. Ficou comprovado que ele também articulou um homicídio praticado no município de Paranacity. Ressalta-se que, enquanto foragido, foi responsável pela comercialização de drogas na Vila Progresso, em Paranacity e planejou e executou diversos roubos na região.
Nesta fase também foram apreendidos 02 adolescentes, sendo que um deles é o suspeito de ser o executor do homicídio citado acima e o outro, que já havia sido apreendido na segunda fase, foi novamente encaminhado por ato infracional análogo ao crime de tráfico de drogas.

 

RESULTADOS PARCIAIS DA OPERAÇÃO:


 

A terceira fase se encerra hoje (10) com o cumprimento de 20 mandados de busca e apreensão em Paranacity e Cruzeiro do Sul, 24 mandados de prisão e outros de sequestro de bens.
Nas residências vistoriadas 18 pessoas foram presas/apreendidas, diversas porções de maconha, 42 pedras de crack, 51 celulares, um revólver calibre .38 (com numeração raspada), 18 munições e duas espingardas de fabricacao artesanal.


Para dar apoio a execução desta operação foram empregados 143 policiais militares, sendo militares estaduaos de toda a área do 8° Batalhão de Polícia Militar, Grupamento Aéreo (Londrina), 4° Batalhão ROTAM e Companhia Choque/Canil (Maringá), 7° Batalhão ROTAM (Cruzeiro do Oeste), 11° Batalhão ROTAM (Campo Mourão), 25° Batalhão ROTAM (Umuarama), 3° CIPM ROTAM (Loanda), 5° CIPM ROTAM (Cianorte).

 

OBSERVAÇÃO:
Com o desencadeamento da Operação Angelus e o trabalho desenvolvido anteriormente pelo 8º Batalhão de Polícia Militar na cidade de Paranacity, houve diminuição de 76 % no número de roubos e um aumento no número de apreensões de drogas naquele município, comparado o primeiro trimestre dos últimos 3 anos (2016, 2017 e 2018).

* A palavra no Latim “ANGELUS”, em português Anjo, foi escolhida para representar a união e o esforço dos vários agentes públicos que se dedicaram no curso da Operação a combater o mal em forma de grupo criminoso que age já a algum tempo no seio do município de Paranacity e adjacências, e na figura do Anjo como inspiração a Operação se desenvolveu para proteger e trazer justiça às pessoas de bem.

 

Fonte: Comunicação Social 8º BPM


Compartilhe com os amigos!

Deixe seu comentário

Site comptivel com despositivos mveis, feito com design responsivo desenvolvimento marrura.com wquero.com

devices_responsivo