Personalize Suas Preferência!

Escolhe a cidade que você deseja como página padrão do site. Você pode mudar a qualquer momento suas preferência.

buscar
 

  • Região:Paraíso do Norte Mundo     05-04-2017

Uma das notícias mais perturbadoras do ano ocorreu na última quinta-feira (30) no Kuwait, no Oriente Médio. Uma mulher fez um vídeo da sua doméstica etíope pendurada na janela de um apartamento no sétimo andar, pedindo por socorro. "Me segure, me segure", a empregada diz, e grita desesperada.

 

A patroa, no entanto, simplesmente segue filmando e fala: "Volte, sua lunática". 

A mão da doméstica então desliza e ela cai em cima de um telhado de metal. 

Segundo informações da rede norte-americana CNN, a patroa agora enfrenta duas acusações: ter filmado e publicado o vídeo sem consentimento. 

 

Ainda segundo a CNN, a patroa alegou para a polícia que não ajudou porque "a empregada era muito pesada" e ela não queria se arriscar a cair junto. De acordo com o jornal inglês Independent, a mulher justificou as filmagens dizendo querer evitar acusações caso a doméstica morresse. 

A etíope incrivelmente sobreviveu - um outro vídeo a mostra viva junto à equipe de resgate. 

 

Não há certeza sobre o que levou a mulher a ficar pendurada. Ela ainda não foi ouvida pela mídia. A versão da patroa é de que ela estaria querendo "fugir ou se suicidar".  

O episódio levantou fortes questionamentos sobre o tratamento que recebem os empregados domésticos no Oriente Médio. O Kuwait adota o sistema de trabalho "kafala", segundo o qual os trabalhadores estrangeiros dependem dos empregadores para conseguirem seus vistos. Isso criaria uma relação sujeita a abusos de poder, dado o medo dos trabalhadores de perderem sua situação legal.  

 

A Sociedade do Kuwait para Direitos Humanos, uma organização não governamental, definiu o caso como "inumano". 


Compartilhe com os amigos!

Deixe seu comentário