Personalize Suas Preferência!

Escolhe a cidade que você deseja como página padrão do site. Você pode mudar a qualquer momento suas preferência.

buscar
 

  • Região:São Tomé Noroeste     19-04-2017

A vigilância sanitária de São Tomé (Vigia SUS) após visitar todos os estabelecimento da cidade, onde vende produtos derivado da carne, constatou que todos os estabelecimentos estão dentro das normas e com os produtos dentro do prazo de validade.

 

 Após a operação “carne fraca”.  Wagner Bonilha chefe da divisão de vigilância sanitária do município, recebeu um oficio solicitando que realizassem vistorias em todos estabelecimentos comercias.

Em São Tomé e outras cidades vizinhas,  os próprios donos de supermercados criam e engordam os animais a serem abatidos, os abates ocorrem semanalmente de acordo com as vendas no estabelecimento.

 

A Vigilância Sanitária do Paraná também investigou os frigoríficos no estado. Das 21 fábricas investigadas na Operação Carne Fraca, 18 ficam no estado. A suspeita da polícia é de que havia um esquema de pagamento de propina a fiscais do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), para que eles reduzissem o rigor da fiscalização que deveriam aplicar sobre as empresas.


Compartilhe com os amigos!

Deixe seu comentário