Personalize Suas Preferência!

Escolhe a cidade que você deseja como página padrão do site. Você pode mudar a qualquer momento suas preferência.

buscar
 

  • Região:Cianorte Obras     10-04-2016

Objetivo é auxiliar a Secretaria de Desenvolvimento na busca de soluções para os moradores locais

Atendendo à solicitação da Prefeitura Cianorte, nesta quarta-feira (06), uma equipe da Defesa Civil do Estado esteve no município para realizar vistorias nas áreas rurais mais atingidas pelas fortes chuvas de fevereiro. Nas Estradas da Bica e Alba, onde grandes erosões se formaram, os técnicos realizaram análises de solo a fim de auxiliar nos estudos que buscam prever quais obras poderão ser realizadas no local para que volte à normalidade. Os profissionais também orientaram os moradores, que continuam a residir próximos à cratera da Estrada da Bica, para que deixem suas residências, pois há riscos de desmoronamentos.

“As cinco casas existentes nesse local sofrem grande risco de serem ‘engolidas’ pela erosão nas próximas chuvas. Nesse sentido, orientamos para que o quanto antes, as famílias deixem suas residências”, contou o sargento bombeiro da sessão de Planejamento da Defesa Civil Estadual, Rogério Marcos de Souza Hammes. Para que essas famílias não fiquem desamparadas, a Prefeitura, em reunião com elas na última semana, ofereceu auxílio para a construção de uma nova casa mais afastada do buraco no mesmo terreno ou em outro local, através do fornecimento de materiais de construção do programa ‘Teto Solidário’.

Para aqueles que não possuem terrenos  o órgão público estuda formas de prestar o auxílio. “O que podemos garantir é que nenhuma família ficará desamparada. Estamos nos esforçando para fazer de tudo, dentro do que nos é permitido por lei, para abrigá-los o quanto antes e retirá-los desses locais que oferecem risco”, garantiu o prefeito Bongiorno, que antes da equipe de técnicos sair à campo, solicitou uma atenção especial para que verificassem a situação dos moradores.

Na Estrada da Bica, onde obras de recuperação, como aterro e construção de bueiros, não podem ser realizadas por conta do aparecimento de minas de água ao longo de toda a extensão da vala da erosão, a Secretaria de Desenvolvimento Municipal solicitou ao órgão estadual a análise de solo. “Constatamos que as nascentes podem diminuir, mas que continuarão ali, o que impede o início imediato de obras”, apontou o geólogo da Defesa Civil Estadual, Rogério da Silva Felipe. O laudo técnico oficial com todas as informações deverá ser apresentado por ele em dez dias. A partir disso, a Secretaria iniciará as próximas ações.

Durante a visita às áreas destruídas, o geólogo da Defesa Civil Estadual, Rogério da Silva Felipe e o sargento bombeiro da sessão de Planejamento da Defesa Civil Estadual, Rogério Marcos de Souza Hammes, foram acompanhados pelo coordenador de operações da Comissão Municipal de Defesa Civil de Cianorte, Reginaldo Epifânio de Souza; pelo engenheiro da Secretaria Municipal de Desenvolvimento, Algacir Bortolato; e pelo comandante do Corpo de Bombeiros de Cianorte, Capitão Adriano Alves de Souza. 


Compartilhe com os amigos!

Deixe seu comentário