• Região:São Tomé Noroeste     14-03-2018

 

Depois de encontrar 142 focos de dengue no quadro urbano de São Tomé, a vigilância sanitária do município reforçou os trabalhos e passou a monitorar com mais freqüência os locais afetados, no sentido de orientar os moradores sobre o perigo de serem picada pelo mosquito Aedes aegypti Transmissor da dengue.

 

 

Segundo Vagner Bonilha chefe da vigilância sanitária do município, os índices são alarmantes e necessitam da ajuda de cada morador para evitar ainda mais a proliferação do mosquito.

 

 

 

Ainda segundo Bonilha, no último levantamento foi notado um aumento no índice, que agora chegou a  2,5% quando o Maximo permitido pela (OMS) Organização Mundial da Saúde é de (1%) um por cento.

 

Nos últimos levantamentos foi constatado que alem de objetos nos quintais ou datas vazia, os bebedouros colocados para animais domésticos, foi um dos principais locais onde foi encontrado larvas do mosquito.

Como os cuidados envolvem o bem estar dos moradores de São Tomé,  foi aprovado ainda no ano passado pelo conselho municipal de saúde, uma notificação  e posteriormente multa para o morador que não se adequar a prevenção da dengue.

 

Confira os sinais de alarme:

 

 

Dicas para eliminar o mosquito:

 

- Evite usar pratos nos vasos de planta. Se usar, coloque espuma em volta do pratinho;

- Guarde garrafas com o gargalo virado para baixo;

- Mantenha lixeiras tampadas;

- Deixe os tanques utilizados para armazenar água sempre vedada, sem qualquer abertura, principalmente as caixas d’água, lembrando de vedar inclusive o “ladrão” com uma tela de proteção;

- Plantas como bromélias devem ser evitadas, pois acumulam água;

- Trate a água da piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana, mantenha ralos fechados e desentupidos;

- Lave com escova os potes de comida e de água dos animais, no mínimo uma vez por semana;

- Retire a água acumulada em lajes;

- Dê descarga, no mínimo uma vez por semana, em vasos sanitários pouco usados e mantenha a tampa sempre fechada;

- Evite acumular entulho, pois podem se tornar criadouros do mosquito;

- Guarde pneus velhos e outros objetos que possam acumular água em locais secos e abrigados das chuvas.

 

Para finalizar, Vagner ressalta que a vigilância sanitária vem trabalhando sistematicamente na divulgação de campanhas de orientação sobre os cuidados com a dengue, e que nos próximos dias será distribuído material explicativo paras os alunos das escolas municipais de São Tomé.

 

 


Compartilhe com os amigos!

Deixe seu comentário

Site comptivel com despositivos mveis, feito com design responsivo desenvolvimento marrura.com wquero.com

devices_responsivo